Rondônia, quinta, 02 de dezembro de 2021.

ALE-RO

TJRO é a primeira instituição do Estado a implantar almoxarifado virtual nacional

TJRO é a primeira instituição do Estado a implantar almoxarifado virtual nacional

O Poder Judiciário do Estado de Rondônia implementou o Almoxarifado Virtual Nacional (AVN), uma nova forma de gestão de materiais na Administração Pública brasileira, sendo um serviço de logística, com disponibilização de sistema informatizado, para o fornecimento de materiais de consumo administrativo, serviços prestados pela empresa Autopel Automação Comercial e Informática LTDA.. Ao celebrar o contrato, o TJRO tornou-se a primeira Instituição do Estado a ter a ferramenta implementada e funcional.

Dentre as vantagens do AVN está a redução significativa dos custos administrativos, o alinhamento dos materiais à sustentabilidade, a desburocratização do processo de fornecimento, a redução de espaço físico ocupado com estoque e a otimização de distribuição dos materiais requisitados, tendo em vista que o atendimento ocorre diretamente no local solicitado.

O sistema é simples e intuitivo, semelhante a uma loja virtual, e funciona no modo web; o manual de operação do sistema está disponível neste link. A gestão do AVN no TJRO ficará a cargo da Secretaria Administrativa, por intermédio de sua Divisão de Almoxarifado (DIALMOX), que avaliará as solicitações efetivadas e autorizará o fornecimento.

Para o diretor do Departamento de Aquisições e Gestão de Patrimônio (DEAGESP), Marcelo Lacerda Lino, “o AVN veio para dinamizar o modal logístico de material no PJRO, reduzindo custos e os prazos de atendimento, uma vez que, em se tratando de material disponível no catálogo o atendimento, é célere, não demandando realização de contratação, ou seja, diante da necessidade é só acessar o sistema identificar a sua disponibilidade, solicitar e aguardar o fornecimento”.

Para Elaine Piacentini Bettanin, secretária administrativa, o AVN contribuirá significativamente para a eficiente gestão logística do PJRO, ou seja, fazendo mais e mais rápido com menos recursos. O juiz secretário-geral do TJRO, Rinaldo Forti, também destaca a economia para a instituição. “A implementação desse sistema é mais um esforço desta Administração na modernização de seus processos de trabalho com vistas a otimização dos recursos públicos”.

Fonte/Foto: TJRO

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

1 × cinco =