Rondônia, terça, 30 de novembro de 2021.

ALE-RO

Deputado Dr. Neidson indica ao Governo criação do Programa Jovem Capitalista

Deputado Dr. Neidson indica ao Governo criação do Programa Jovem Capitalista

Parlamentar também solicitou que órgãos fiscalizadores passem a avaliar condições dos prédios escolares da rede de ensino estadual

O deputado Dr. Neidson (PMN), indicou ao Poder Executivo, por meio da Secretaria de Estado da Educação (Seduc) a necessidade de os órgãos fiscalizadores realizarem, periodicamente, a avaliação dos prédios escolares da rede estadual de educação.

A propositura, segundo o parlamentar, tem por objetivo, dar garantia de segurança e conforto aos jovens estudantes do Estado de Rondônia.

“Essa indicação é de interesse e alcance social, a fim de promover a fiscalização de prédios públicos destinados à educação, que teria o condão de evitar eventuais danos físicos e à saúde daqueles que se utilizam dos prédios com tal destino”, explicou Dr. Neidson.

Programa Jovem Capitalista

Ainda à Seduc, o deputado Dr. Neidson sugeriu a criação do Programa Jovem Capitalista, para promover a educação financeira e empreendedora no âmbito das escolas do Ensino Médio, estaduais, vinculadas à Seduc.

De acordo com o parlamentar, a intenção é dar garantia de difusão de conhecimentos aos jovens de Rondônia formando cidadãos conscientes, e os preparando para o mercado de trabalho, independentemente da profissão que queiram exercer.

“A educação, além de universal, precisa adaptar-se às necessidades socioeconômicas da população na qual é exercida”, argumentou Dr. Neidson.

Para o deputado, ao introduzir o jovem, desde o Ensino Médio, a temas e conceitos básicos de educação financeira e empreendedorismo, a escola contribui, gradualmente, para a futura autonomia e capacidade do aluno de melhorar seu desempenho em sua carreira profissional.

“Independente de seu perfil vocacional, todo cidadão necessita, seja mais cedo ou mais tarde, compreender as melhores formas de se adequar ao mercado de trabalho e de autogestão de suas finanças, para assim, ter controle de seus bens, e de continuar capaz de, em uma sociedade capitalista, sustentar-se sozinho”, enfatizou Neidson.

Em resumo, o deputado considera que, considerando o objetivo da educação, a Seduc deve adequar-se às atuais necessidades instrutivas de um emprego, incluindo o ensino de todos os temas supracitados para a melhor integração do rondoniense ao mercado de trabalho.

“A competência de empreender é uma qualidade, libertadora em um mundo globalizado, pois com ela, o indivíduo consegue planejar e escolher seu próprio futuro, abrindo a si mesmo, oportunidades de trabalho. Dessa forma, com noções de empreendedorismo e educação financeira, o aluno pode transformar seus objetivos pessoais em uma realidade futura, idealizando-os como objetivos de seu perfil vocacional, mais facilmente”, concluiu Dr. Neidson.

Fonte: Assessoria

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

oito + 19 =