Rondônia, domingo, 03 de julho de 2022.

CRA pode votar hoje projeto de revisão das leis de defesa agropecuária

CRA pode votar hoje projeto de revisão das leis de defesa agropecuária

A Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA) do Senado é presidida por Acir Gurgacz

A Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA) do Senado tem reunião marcada para hoje (9), a partir das 8h, para votar quatro projetos de lei. Um deles é o PL 1.293/2021, de iniciativa da Presidência da República, que prevê a revisão das leis de defesa agropecuária, permitindo às empresas criarem seu próprio programa nessa área, com autofiscalização.

Essa matéria tem como relator o senador Luis Carlos Heinze (PP-RS), que já apresentou relatório favorável ao projeto. Apesar disso, a votação do PL 1.293/2021, que estava inicialmente prevista para a última quinta-feira (2), foi adiada após a CRA aprovar requerimento do senador Jean Paul Prates (PT-RN) para que a proposta seja discutida em audiência pública — o que deve acontecer na quarta-feira (8), a partir das 8h.

C&T

Outro item da pauta da CRA é o PLS 364/2016, do senador Alvaro Dias (Podemos-PR). Esse projeto de lei tem o objetivo de direcionar ao Programa de Ciência e Tecnologia para o Agronegócio o valor arrecadado com a incidência do Adicional de Frete da Marinha Mercante na importação de fertilizantes. O relator da matéria é o senador Acir Gurgacz (PDT-RO).

Recuperação judicial

Também está na pauta o PL 6.303/2019, do senador Confúcio Moura (MDB-RO), que busca facilitar a recuperação judicial de produtores rurais. De acordo com esse projeto de lei, o produtor rural em estado de falência poderá solicitar recuperação judicial após contabilizados dois anos do início da atividade, e não mais a partir da inscrição no Registro Público de Empresas, como prevê a legislação atual. O senador Esperidião Amin (PP-SC) é o relator desse projeto.

APPs

Esperidião Amin também é relator do PL 1.282/2019, de autoria de Luis Carlos Heinze, que permite a construção de infraestrutura para projetos de irrigação nas áreas de preservação permanente (APPs) às margens de rios. De acordo com o projeto, esses empreendimentos devem ter licenciamento ambiental e o respectivo imóvel deve estar inscrito no Cadastro Ambiental Rural.

Fonte: Agência Senado

Fonte: Agência Senado  Foto: Roque de Sá

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

8 + 1 =

/** * The template for displaying the footer * * Contains the closing of the #content div and all content after. * * @link https://developer.wordpress.org/themes/basics/template-files/#template-partials * * @package Cream_Magazine_Pro */ ?>