Rondônia, segunda, 17 de janeiro de 2022.

ALE-RO

Cadeirante que sobrevive vendendo castanhas é candidato a vereador em Vilhena

Cadeirante que sobrevive vendendo castanhas é candidato a vereador em Vilhena

Mesmo com as dificuldades próprias de sua deficiência, Emerson jamais deixou de trabalhar e tem uma alegria genuína pela vida

Emerson Charles da Silva, um cadeirante querido na cidade de Vilhena e muito conhecido por vender castanhas na frente do Banco do Brasil lançou, pela primeira vez, sua candidatura a vereador da cidade pelo PV.

Emerson é natural de São Paulo e sua deficiência deve-se a uma paralisia cerebral congênita (desde o nascimento). Lutando constantemente para melhorar sua condição, o autônomo conseguiu, com muita tenacidade, aperfeiçoar a fala, o que lhe dá mais facilidade de comunicação.

O candidato afirma que decidiu tentar a vaga no Legislativo para trabalhar “de verdade” pela população vilhenense. Uma das propostas de Emerson é que os deficientes de Vilhena tenham mais atenção e assistência dos poderes públicos. “Quero, por exemplo, conseguir a ampliação de programas da saúde com atendimento em casa para pacientes que possuem dificuldade de deslocamento”, frisa Emerson.

A melhoria da qualidade de vida aos deficientes é a principal de bandeira do cadeirante, porém ele assegura que trabalhará pela população em geral. “Por eu ser vendedor sempre convivo e converso com muitas pessoas. Com isso acabo sabendo que é prioridade para os moradores e vou lutar por elas caso for eleito”, declara.

Para o vendedor de castanha, o Legislativo precisa de mudanças e a sociedade deve se unir e não desistir da formação de uma política séria. “Se a gente deixa de lado, as velhas raposas passam a viver da política. Eu não quero isso, eu quero trabalhar para o povo”, garante.

Quem é ele

Emerson Charles da Silva tem 45 anos “bem vividos”. Nasceu em Rosana (SP) e é filho de Florentino da Silva e Marlice Rosa da Silva, sendo que “ambos já moram com Deus”. O candidato é o caçula de quatro irmãos e afirma que “sempre vivemos com muita luta e fé em Deus. Estudei, trabalhei e casei. Hoje eu tenho uma vida quase perfeita com minha esposa e filhos, formando uma linda família, só não digo que é completamente perfeita devido, principalmente, às condições de minha esposa”.

Atualmente, a esposa do autônomo, Irene Maria da Costa, que ele considera como sendo o seu esteio, encontra-se em Rosana para fazer tratamento médico devido a problemas de saúde adquiridos por ficar muito tempo sentada ajudando Emerson a beneficiar castanhas (quebrar e retirar o fruto). “Até o meio do mês que vem ela estará novamente em Vilhena me ajudando na campanha. Hoje nós estamos juntos tentando pôr em prática a retribuição que a cidade nos tem dado durante esses oito anos de união”, explica Emerson.

Emerson é conhecido por sua dignidade e esforço diante das adversidades
Irene, a esposa de Emerson, com quem ele está casado há oito anos

Print Friendly, PDF & Email