Rondônia, quinta, 02 de dezembro de 2021.

ALE-RO

Jhony Paixão exige autonomia para feirantes de Ji-Paraná

Jhony Paixão exige autonomia para feirantes de Ji-Paraná

Parlamentar visitou a feira da capital e observou os mesmos protocolos de segurança que estão sendo adotados pelas feiras de Ji-Paraná

O deputado Cabo Jhony Paixão (Republicanos,) na manhã desta terça-feira (21), esteve conferindo pessoalmente o funcionamento da feira livre na Zona Sul, em Porto Velho, a segunda maior da capital. No local, constatou que os trabalhos dos profissionais do ramo estão acontecendo dentro da normalidade.

A movimentação que o parlamentar encontrou é bem diferente do que acontece com as feiras da cidade de Ji-Paraná, que seguem sob ameaça de fechamento pelo Poder Executivo municipal.

“O que está acontecendo com os trabalhadores de feiras em Ji-Paraná é uma atrocidade. A prefeitura quer fechar as feiras alegando que é em virtude da pandemia, mas em Porto Velho sabemos que os casos de Covid-19 são bem maiores e não está acontecendo o fechamento”, disse o Deputado, frisando que os feirantes ji-paranaenses estão sendo prejudicados.

Na oportunidade, Jhony percorreu o local com Júnior Pernambuco, representante da categoria na capital e Candeias do Jamari. “Nós tivemos a compreensão e a parceria da Prefeitura e da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento e estamos trabalhando com todos os cuidados. Todas as barracas respeitam o distanciamento de 2 metros de distância e possuem álcool em gel à disposição”, destacou o feirante.

O deputado, compreendendo a situação dos trabalhadores do ramo, esteve no último final de semana de madrugada acompanhando a luta da categoria em Ji-Paraná. “É impressionante o tratamento dado aos feirantes em Ji-Paraná, cidade onde o prefeito não quer deixar os trabalhadores do ramo exercerem suas atividades. Há quatro meses as feiras do município estão funcionando com severas restrições. Tem feirante passando por graves dificuldades financeiras”, relatou Jhony Paixão.

Em Porto Velho, as feiras estão funcionando normalmente de terça a domingo e há também as feiras noturnas. “Que a população de Ji-Paraná saiba que só a feira da nossa cidade está tendo dificuldades em funcionar. Em muitas cidades isso não acontece. O que é inadmissível”, finalizou o deputado.

Texto e foto: Assessoria 


Print Friendly, PDF & Email