Rondônia, segunda, 17 de janeiro de 2022.

ALE-RO

Idaron reúne equipes técnica e administrativa para avaliar e debater estratégias voltadas à defesa agropecuária

Idaron reúne equipes técnica e administrativa para avaliar e debater estratégias voltadas à defesa agropecuária

Atenta aos desafios decorrentes do reconhecimento internacional como área livre de febre aftosa sem vacinação e ao crescimento exponencial das áreas de plantio, com potencialização de algumas culturas, como o café, o cacau e a soja, a Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril de Rondônia (Idaron) realizou, na última semana, uma reunião técnico-administrativa, em Rolim de Moura/RO, para padronizar os procedimentos de gestão e debater estratégias que fortaleçam o trabalho que é desenvolvido pela agência em todo o Estado. Foi uma semana inteira de trabalho, com participação presencial e online de servidores da Agência de todas as regiões.

“Além de integrar as equipes, com participação de representantes de todas as regionais, buscou-se debater e criar estratégias que fortaleçam a defesa agropecuária, no sentido de agregar ainda mais valor às cadeias produtivas e fortalecer a parceria com o produtor rural”, destacou o diretor executivo da Idaron, Licério Corrêa Magalhães.

Seguindo as diretrizes do Governo Marcos Rocha, a Agência Idaron tem investido tanto em melhorias estruturais quanto em capacitação de pessoal, com ampliação do número de unidades, construção e reforma predial em algumas regionais e unidades e instalação de novos postos de fiscalização. “Temos um desafio imenso, que é manter o status de área livre de febre aftosa sem vacinação e defender nossa produção agrícola contra pragas quarentenárias. Por isso, além dos investimentos, temos que estar com as ações alinhadas, para promover a defesa agropecuária com rigor, garantindo que Rondônia continue exportando seus produtos com qualidade e segurança sanitária”, acentuou Licério Corrêa.

Na reunião, também foi feita avaliação dos sistemas de autoatendimento, com foco nos serviços online e na resposta da Agência ao produtor, seja por telefone ou aplicativo de mensagem instantânea. “O objetivo é aprimorar esse atendimento, para que o produtor tenha ainda mais facilidade na emissão de documentos e no contato com a Idaron”.

Dentre os serviços já disponíveis ao agricultor e ao pecuarista estão a Permissão de Trânsito Vegetal (PTV) e a Guia de Trânsito Animal (GTA), que são imprescindíveis para o transporte de plantas, frutos e rebanhos. “São serviços que estão cada vez mais desburocratizados e a tendência é melhorar”, afirma o diretor executivo da Idaron.

Fonte/Foto: Idaron

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

20 − 2 =