Rondônia, quinta, 02 de dezembro de 2021.

ALE-RO

Adolescentes vilhenenses comemoram recebimento de vacina contra a covid-19

Adolescentes vilhenenses comemoram recebimento de vacina contra a covid-19

As filas, apesar de grandes, foram relativamente rápidas

Maria R. Gabriela

Foram vacinados na manhã de hoje, em Vilhena, adolescentes com idade entre 16 e 17 anos, sem comorbidades.

A aplicação da primeira dose aconteceu das 8h às 12h, nas dependências das Faculdades Integradas Aparício Carvalho (Fimca), para os jovens de 16 anos, e na Universidade do Extremo Sul Catarinense (Unesc), para os de 17.

As filas, apesar de grandes durante o período, andaram rápidas, com tempo médio de 20 minutos até o primeiro atendimento (cadastro).

A segurança e os protocolos de prevenção ao vírus foram seguidos à risca, com interdição de via, medição de temperatura e uso de álcool gel. Mesmo na fila, todos usavam máscara durante o tempo em que a reportagem de Século permaneceu no local – cerca de meia hora.

Maria Eduarda Queiroz Higino (16) foi uma das adolescentes a se vacinar. Feliz, ela declarou que estivera ansiosa para receber a dose. “Estamos numa pandemia e já dá pra perceber a importância da vacinação. As mortes estão diminuindo e as taxas de contágio também. Peço a todos os meus amigos que aceitem a aplicação da imunizante, que não fiquem sem essa proteção tão essencial na realidade que estamos vivendo”, aconselha.

Mais um que buscou conscientizar os amigos foi o jovem Patrick Gabriel de Paula (16), outro a ser vacinado hoje. “Sei que, por ideologia política, principalmente dos pais, alguns amigos meus estão indecisos quanto a receber a vacina ou não. O conselho que dou é que reflitam sobre o fato deles estarem colocando em risco a própria vida e que, assim, não hesitem em receber as doses necessárias para se proteger”.

Patrick disse, ainda, que o momento era de muita felicidade, “pois, vacinado, protejo a mim e aqueles que eu amo. Não quero pegar o vírus, transmitir e ser responsável pela morte de outras pessoas. Além disso, participo de atividades esportivas coletivas que ficaram suspensas por muito tempo e que, com a nossa vacinação, começará, cada vez mais, a voltar ao ritmo normal. Tenho confiança na ciência e não vejo a hora de receber a nova dose. E, se precisar de uma terceira, tomo também sem qualquer hesitação”.

PRÓXIMOS

Para receber a aplicação da vacina, que foi a do laboratório Pfizer, os menores tiveram que estar acompanhados dos pais ou responsáveis, além de apresentar os documentos exigidos – cartão do SUS, documento oficial com foto, comprovante de residência e carteira de vacinação.

A mesma documentação é obrigatória para amanhã, quando serão imunizados adolescentes de 14 anos, na Fimca, e de 15 anos, na Unesc, novamente das 8h às 12h.

Maria Eduarda: “Já podemos ver os resultados dos imunizantes em todo o mundo”
Patrick Gabriel: “Peço aos meus amigos que não deixem de se vacinar por motivo algum”

Fotos: Revista Século

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

18 + seis =