Rondônia, segunda, 06 de dezembro de 2021.

ALE-RO

Em ação conjunta, Idaron e Senasag vacinam mais de 1,1 mil cabeças de gado contra a raiva na região da Bolívia

Em ação conjunta, Idaron e Senasag vacinam mais de 1,1 mil cabeças de gado contra a raiva na região da Bolívia

Em uma ação conjunta, realizada no último final de semana, no lado boliviano da fronteira com Rondônia, fiscais agropecuários e técnicos da Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril do Estado (Idaron) e do Serviço Nacional de Sanidade Agropecuária da Bolívia (Senasag) vacinaram 1.165 cabeças de gado contra a raiva e inspecionaram 41 bovídeos, com exame clínico de pata e boca, para prevenção contra a febre aftosa. 39 propriedades rurais foram atendidas.

O trabalho cooperativo, que tem assegurado a sanidade dos rebanhos, em ambos os lados da fronteira, envolveu um fiscal estadual agropecuário, três assistentes estaduais agropecuários, dois técnicos bolivianos e três tripulantes do barco Quero-quero IV e de duas lanchas que foram utilizados na operação. A ação contou ainda com apoio de duas motocicletas, devido o difícil acesso a algumas propriedades. No próximo dia 14, a operação atenderá os produtores que residem na região de fronteira, em Nova Mamoré/RO.

“Esse é um trabalho periódico que, duas vezes ao ano, realizamos em parceria com o Senasag. É feita a vacinação assistida contra raiva dos herbívoros, a vigilância ativa nas propriedades atendidas, com inspeção visual do rebanho, e inspeção clínica de alguns animais, com exame de boca e patas. Também realizamos fiscalização fluvial, com abordagem a embarcações”, destacou Rodrigo de Mello Lima Othon, fiscal agropecuário da unidade local da Idaron de Guajará-Mirim.

APOIO

Além de proteger os rebanhos, combatendo e prevenindo doenças infecciosas que podem comprometer a segurança sanitária dos animais e causar perdas econômicas ao produtor, a cooperação entre a Idaron e o Senasag reforça o programa sanitário boliviano, ajudando a região a avançar sanitariamente para conseguir o status de livre de febre aftosa sem vacinação, com reconhecimento internacional.

Os fiscais e técnicos da Agência rondoniense utilizam da estrutura da Idaron, além dos meios de transporte, para reforçar o trabalho dos técnicos do Senasag, com objetivo de manter a sanidade dos bovídeos e demais animais suscetíveis à aftosa, para assegurar que os rebanhos bolivianos permaneçam livres da doença. “Neste ano foi feita a vacinação assistida contra a raiva para ajudar o Senasag a caminhar nesse outro programa: que é o de controle e erradicação da raiva dos herbívoros”, salientou Licério Magalhães.

Fonte/Foto: Idaron

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

cinco × 5 =