Rondônia, terça, 24 de maio de 2022.

ESTÁ VENDO ESSES IPÊS DE CABIXI? Eles têm uma linda história!

ESTÁ VENDO ESSES IPÊS DE CABIXI?  Eles têm uma linda história!

 Por Maria R. Gabriela

Quem anda por Cabixi, no Cone Sul de Rondônia, dificilmente deixa de notar a beleza de ipês brancos e rosas, que estão em plena florada. O que poucos sabem é que pequeninas mãos ajudaram a plantar essas árvores ao longo dos últimos dez anos.

As crianças fazem parte do Grupo de Educadores Ambientais Voluntários (Geav Mirim), criado e supervisionado por José Ribeiro da Silva há doze anos. “Em 2015, o grupo passou a ser denominado de ‘Cristãozinhos Ambientais’, devido ao apoio que eu recebo da maioria das igrejas evangélicas e católica do município para manter esse projeto”, esclarece Zé Ambientalista, como o supervisor do projeto é mais conhecido.

De acordo com ele, que é servidor público estadual, “entre ipês de cores branca e rosa foram plantadas em torno de setenta árvores na avenida principal da cidade e pátios de igrejas e da Apae, além de quintais de algumas casas. Os ipês rosas foram inseridos em 2011 e os brancos, em 2016. Nas residências, o plantio é mais recente e aconteceu há cerca de quatro anos”.

O ambientalista esclarece que o projeto de arborização do estado começou em 2011 (governo de Ivo Cassol) e teve continuidade nos governos posteriores. “Ao total, em dez anos, foram distribuídas duzentas mil mudas de ipê e outras espécies a produtores rurais do município.  O projeto acabou sendo abraçado pela comunidade, tanto na arborização do perímetro urbano quanto na despoluição do Rio Guaporé e afluentes”, ressalta.

Zé ainda informa que, “no período destes plantios eu estava lotado na Sedam (Secretaria de Estado de Meio Ambiente). Atualmente estou na Setur (Secretaria de Estado de Turismo), porém, sigo dedicando tempo às causas ambientais. Vejo essas crianças comprometidas com a preservação de nosso ecossistema e me motivo mais ainda a continuar essa luta”.

Crianças do antigo Geav Mirim durante o plantio dos ipês: os brancos florescem em três anos e os rosas, em média, em cinco

 

Integrantes do grupo, já com o nome de Cristãozinhos Ambientais, com Zé Ambientalista

Fotos: Arquivo pessoal

 

CONHEÇA MAIS SOBRE O IPÊ

A típica árvore de Ipê é a denominação de uma grande variedade de espécies do gênero Tabebuia e Handroanthus, da família Bignoniaceae. É muito conhecido por sua beleza, exuberância das flores e ampla distribuição em todas as regiões do Brasil. Os ipês são caducifólias, ou seja, perdem todas as folhas que são substituídas por cachos de flores de cores intensas. São árvores de grande porte que gostam de calor e sol pleno.

Atualmente, o pau-Brasil é a árvore nacional e o Ipê é considerado a flor nacional. Suas flores possuem forma de funil, como se fossem uma cornetinha, podem ser elas amarelas, roxas, rosas, brancas e até verdes. Floresce entre junho e novembro, começando pela cor roxa e rosa, depois o amarelo e por último o branco. Elas caem no decorrer de uma semana, cobrindo o chão com a sua cor.

O nome ipê origina-se da língua indígena tupi e significa casca dura. O mesmo também é conhecido como pau d’arco, porque antigamente os índios utilizavam a madeira dessas árvores para fazerem os seus arcos de caça e defesa. Ou seja, há muito tempo o ipê é utilizado como matéria-prima em razão da boa qualidade da madeira, tendo como características principais:

  • Muito densa e forte;
  • Pesada e dura, difícil de serrar;
  • Grande durabilidade mesmo quando em condições favoráveis ao apodrecimento;
  • Alta resistência aos parasitas e à umidade.

Considerado uma madeira nobre, o ipê possui um material excelente para estrutura de obras, em ambientes externos e até mesmo em detalhes decorativos. Pode ser usado também em construções de pontes, vigas, esquadrias, pisos, escadas, móveis, peças, na fabricação de instrumentos musicais, de portas e janelas, dentre muitas outras finalidades.

Crédito: Pixabay

 

 

 

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

vinte − seis =

/** * The template for displaying the footer * * Contains the closing of the #content div and all content after. * * @link https://developer.wordpress.org/themes/basics/template-files/#template-partials * * @package Cream_Magazine_Pro */ ?>