Rondônia, segunda, 04 de julho de 2022.

Deputado Dr. Neidson cobra da Sejus retomada da construção de fábrica de bloquetes em Guajará-Mirim

Deputado Dr. Neidson cobra da Sejus retomada da construção de fábrica de bloquetes em Guajará-Mirim

Empresa vencedora da licitação para a obra não estaria tendo condições financeiras de entregar insumos em razão da pandemia

Nesta quinta-feira (24), o deputado Dr. Neidson esteve na Secretaria de Estado da Justiça (Sejus) para tratar da construção da fábrica de bloquetes que está sendo construída no município de Guajará-Mirim.

A fábrica é uma ação do Governo de Rondônia, desenvolvida por meio da Sejus para a ressocialização dos detentos, com a utilização da mão de obra reeducanda. Para a obra, o deputado destinou recurso de emenda parlamentar no ano de 2019.
“Esse recurso era tanto para a construção da fábrica, como para a compra dos equipamentos, o pagamento  dos reeducandos e para a compra dos insumos necessários na produção dos bloquetes, manilha e meio-fio”, lembrou Dr. Neidson.
No entanto, durante a reunião na Sejus, o secretário Marcus Rito informou que, até o momento, em razão da pandemia, a pasta tem encontrado dificuldade junto à empresa fornecedora de insumos por conta do aumento dos preços.
“Muitas fábricas chegaram perto da falência durante os reflexos da pandemia. Com isso, o fornecimento dos materiais foram suspensos, mas, para não perder o empenho dos recursos,  a Sejus não desfez o contrato com a empresa, eles ainda estão em tratativas para verem as possibilidades dos materiais serem entregues e darem continuidade na construção da fábrica de bloquetes”, explicou o parlamentar.
Ainda, segundo informações da Sejus ao deputado, até a próxima semana a empresa informará se será ou não, possível fazer a entrega dos materiais e o que poderá ser feito para resolver a questão.
“A nossa parte, enquanto parlamentar, já fizemos, que foi encaminhar o recurso para a obra. E ainda estamos fazendo, que é fiscalizar a execução da construção, que por estar parada, nos faz cobrar a Sejus para a retomada da obra já que a empresa vencedora da licitação não está cumprindo com o a parte dela devido a situação financeira. Porém, os equipamentos já foram comprados, uma parte do recurso já pagou os reeducandos para a construção da fábrica e agora,  só falta a Sejus tomar as providências para dar o reinício das obras para que a produção dos bloquetes comece o mais breve possível para atender nosso município de Guajará-Mirim”, concluiu Dr. Neidson.
Fonte: Assessoria

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

2 × dois =

/** * The template for displaying the footer * * Contains the closing of the #content div and all content after. * * @link https://developer.wordpress.org/themes/basics/template-files/#template-partials * * @package Cream_Magazine_Pro */ ?>